BLOGS: Blog do Andy

Blog UOL

...

25/06/2009


Escrito por Andy O´Neill às 22h06 Comentários Envie

ST8 TO THE POINT

 

Outro dia no estúdio começamos a debater sobre o assunto “hetero, gay e bi”. Estamos filmando esse mês um filme onde modelos heteros experimentam sexo pela primeira, alguns pela terceira ou quarta vez com outro homem. E não tem sido fácil. Trabalhando como ator, sempre tive dificuldade pra lidar numa boa com os atores heteros. Normalmente eles ganham mais, são tratados como astros (mesmo os novatos, pelo motivo de que a produção tem medo de que eles simplesmente desistam durante uma filmagem) e geralmente cenas com atores heteros demoram muito, muito mais pra serem finalizadas. Eles não conseguem manter a ereção por muito tempo. Então paramos tudo, colocamos um filme hetero no laptop e eles tem um tempo pra se aquecerem de novo. Tenho que colocar que existem atores heteros extremamente profissionais e que conseguem terminar uma cena em uma hora sem perder a ereção em nenhum segundo. Mas são raros.

 

Voltando ao debate que rolou. A discussão girava em torno de até onde somos exclusivamente heteros ou gays. Alguns rapazes defenderam a idéia de que somos todos bissexuais por natureza, o que muda é que alguns exploram os dois lados, outros não. Eu sou meio extremista, não sou a favor de explorar os dois lados coisa nenhuma. Sempre soube que mulher não era meu negocio. Só não entendia o porque. Durante alguns anos da minha adolescência lutei contra isso. Não durou muito. Eu nunca tive relações sexuais com uma mulher e não preciso disso pra ter claro na minha cabeça que sou gay e ponto. O que alguns defendem é que existem alguns homens heteros que simplesmente adoram sexo. Não importa quem é dono(a) do “buraco”, eles querem sexo. Muitos usam a desculpa de que mulher não sabe fazer sexo oral, que mulher é fresca e dificil no sexo, logo é mais fácil uma transa rápida com um gay. Será?

 

Eu acho que são desculpas furadas! Eles gostam de homem sim, mas por medos ou bloqueios precisam estar ligados ao mundo hetero, namorando ou casando com uma mulher. Bacana? Eu acho que é traição em dobro. Normalmente são esses homens que reclamam pra usar camisinha: “ai aperta meu pinto” ou “não tem camisinha pro tamanho do meu pau”. Nem preciso comentar que a noção desses caras é zero! São esses homens que vão trasmitir doenças venéreas, como o HIV para suas parceiras. Que acreditando na fidelidade do marido, abanadoram o uso da camisinha. Eu sou meio careta as vezes, eu sei que essa minha posição contra uma suruba generalizada é irônica, essa de homem com homem, que fica com mulher, que fica com outro homem, que tava com outra mulher e que ficou com vários homens. Muita confusão! Eu sou organizado até na putaria. É mais seguro assim.

 

Pra finalizar, deixo a grande questão desse filme Straight Guys F*ck Harder.

 

Homens heteros realmente f*dem com mais força?

 


Escrito por Andy O´Neill às 12h54 Comentários Envie

Tamanho é documento?

21/06/2009

 

Em qualquer cultura, essa dúvida é sempre comum. Para muita gente tamanho é documento. Outros defendem que a grossura do documento é mais importante. Eu pessoalmente não acho que os fatores tamanho e grossura tenham tanta importância. Obvio que quando o cara tira a roupa é muito mais bacana se deparar com um membro gigantesco, mas na prática a história é outra. Normalmente os homens bem dotados são se esforçam tanto, eles sabem que de alguma forma já estão em vantagem. Por isso defendo os moços com pintos pequenos e médios, eles trabalham mais para o prazer alheio. Esse é meu ponto de vista, minhas experiências me levaram a essas conclusões.

 

Já falei disso antes, os brasileiros não costumam ser super bem dotados, apesar de acharem que sim! Brasileiro tem pegada, tem fogo na cama. Sabem beijar, sabem pegar com força. Mas geralmente a média do pau brasileiro é um tamanho pequeno em outros paises. A média “oficial” é 14 cm, não me perguntem quem define isso, são dados que estão sempre disponiveis em revistas feminas. Aqui na Inglaterra a média provavelmente é 18 cm, nunca encontrei um inglês com um pau muito menor que isso. E os grandes variam, 20, 23, 26, 30 cm. E não, não é lenda. Eles realmente são pauzudos. Alguns sabem usar muito bem a ferramenta, outros disperdiçam. O Matt Hughes por exemplo, ator pornô que atua tanto nos filmes gays como nos heteros. Ele se diz hetero curioso. Ficou famoso por causa do membro. Já contracenamos juntos três vezes. Sempre tive prazer em cena. Não por causa do pau gigantesco, mas porque sinto atração por ele bem antes de conhece-lo pessoalmente, além daquela cara de bom menino com sorriso safado. Muitos me perguntam como consigo. A resposta é simples, o pau dele nunca está 100% duro, as vezes ele usa um cock-ring pra ajudar a manter a ereção, mesmo assim nunca está completamente ereto.

 

Por isso que digo que tamanho não é documento. Tem que saber usar. E brasileiro sabe usar muito bem, obrigado! Consegui gozar sem tocar no meu membro apenas com três parceiros, ambos eram brasileiros. Dois com paus abaixo da média e um, pouco acima. Eu nunca conseguiria isso com um Matt Hughes da vida. Por essa e por outras que preciso sempre ir para o Brasil pelo menos uma vez por ano. :P

 

Deixo a pergunta: E pra vocês, tamanho é documento?

 

 

 

Julio

 

Respondendo a sua pergunta, sobre se eu toparia fazer um filme “straight for pay”. E se é verdade que no meio pornô gay existe mais bissexual que gay de verdade, e que muitos deles até são casados com mulheres na vida real mesmo nos filmes gays fazendo papel de passivos?

 

Absolutamente não. Nunca fiz sexo com mulheres. Já tive namoradas nos tempos do colégio, mas nunca passamos dos beijos. Eu não faria uma cena “straight for pay” por valor nenhum. Sobre os atores bissexuais, casados e com filhos. Sim, existem vários. Em alguns estúdios, como Bel Ami, eles são a grande maioria do casting. O dinheiro é o único motivo. Sobre os atores heteros fazendo papel de passivos? Sim, existem alguns que eu até acredito que não estejam mentindo, mas são pouquissimos. Porque de boa, eu conheço vários homens 100% gays que não permitem nem um dedo perto do bumbum deles. Como um homem 100% hetero aceita ser penetrado várias vezes usando a desculpa que é apenas por dinheiro? Eu acho um pouco hilário e ridiculo pra imagem deles. Normalmente são esses atores que ninguem leva a sério. O público já sabe que está comprando uma fantasia, uma mentira. Mas existe um limite.

 

Cristina

 

Respondendo a sua pergunta, se eu namoraria alguem do meio ou se prefiro pessoas anônimas?

 

Eu namoraria alguem do meio sim. Mas ainda defendo a idéia de que o cerebro é o orgão sexual mais importante. Logo o meio de filmes adultos não é o melhor lugar pra encontrar um parceiro. Infelizmente! Por isso ainda prefiro namorar homens que não tenham relação com os filmes adultos. Porem é complicado, já tentei várias vezes. O ciumes deles começam a estrapolar os limites depois da segunda semana e eu acabo desistindo. Tem que ter uma cabeça aberta e bem resolvida pra encarar essa realidade. Eu honestamente não conseguiria se estivesse na posição deles. Eu sou ciumento. :P

 


Escrito por Andy O´Neill às 14h59 Comentários Envie


Busca
Infomix
Receba o boletim de notícias do Mix no seu e-mail.
2006 - MIX BRASIL - © Todos os direitos reservados